Barbara ♥

Barbara ♥

Revirando lembranças

Não que eu goste de revirar o estomago com dores passadas.

Mas com toda certeza, as dores que carregava comigo são doloridas, mas me fizeram quem sou hoje.

Por elas, eu reflito sobre a vida, me faço perguntas que poucas tem resposta, mas por fazer elas todos os dias assimilo mais sobre mim e cada dia há uma mudança.

Claramente, percebo mais eu em mim atualmente que a um ano atrás.

Há um ano atrás eu até poderia achar que estava sendo eu, quando na verdade eu era o que queriam que eu fosse, eu era a sombra dos outros, o clone dos outros.

Hoje sei do meu potencial, sei o que é me amar por inteira da cabeça aos pés e por dentro, na livre e espontânea liberdade, já que estar sozinha pode ser solidão ou liberdade.

Eu sei qual escolhi.

Hoje sei o que quero e o que não quero.

Hoje sou única, sei dizer não, me cuido, me deixo sonhar, me deixo ser que sou sem julgamentos, me alimento de coisas boas e alegrias, fujo de pessoas negativas, de namoros abusivos e amores perdidos.

Hoje me transbordo, para ser e continuar sendo eu.

 

Bru Medeiros

♥ Memórias e conexões apaixonantes ♥