Eu esqueço de mim sempre que posso.

Eu esqueço de mim sempre que posso.

Eu que vivo a fotografia feminina, que tenho o cuidado de cuidar das outras mulheres, seja o cuidado com as palavras, com julgamentos — sempre desconstruindo — , com fazer elas mesmas refletirem sobre seus mundos.

Esqueço de mim.

É incrível como cada mulher que passa pelas minhas lentes, deixam um presente pra mim, sempre aprendo muito com cada uma.

A cada pesquisa que faço sobre o feminino, cada #perguntainquieta que faço pros outrxs, cada texto que sai de mim, a cada mulher que retrato e cada fagulha de amor que coloco no meu trabalho — que como ‘desculpa’ falo que é pras mulheres que retrato — desemboca em mais força e maior fluidez na minha vida.

Parar e refletir sobre o meu próprio mundo. — Isso é bom demais

E toda vez que faço algo com essa ideia que é pra agregar ao meu trabalho, eu lembro de mim, por isso que digo que a fotografia me faz ser melhor.

É tão lindo isso. Estamos nós em construção e desconstrução de várias coisas que a sociedade nos coloca.

E essa semana, eu fiz uma #perguntainquieta no instagram que foi a seguinte:

Você tem dedicado tempo para você? 

E fiquei bem surpresa com a porcentagem de mulheres que não dedicam tempo pra si. E por isso pensei em fazer esse post, com umas dicas que faço e algumas que ainda não fiz mas que super fazem sentido.

  • Pare alguns minutos no dia para nada. Seja 10, 15 min. Mas pare e não faça NADA.
  • Coloque no papel, em um caderninho o que gostas de fazer e tente se lembrar do que gostavas de fazer quando eras menor.
  • O próximo passo é voltar a fazer essas pequenas coisas, os tais dos pequenos prazeres da vida.
  • Ou ainda sabe aquela coisa que sempre te deu vontade de fazer e nunca fizesse? vaaaai, vai com medo mesmo. Vai fazer muito bem fazer coisas novas, essas que sempre deixavas de lado.
  • Tenha em casa um “potinho da felicidade”, — bom eu o chamo assim. No meu, eu coloco três coisas: as minhas conquistas, os aprendizados e as coisas que amo fazer. E sempre que tiveres pra baixo, tire uns papelzinhos. Eles vão te fazer muito bem.
  • No quesito acreditar no trabalho que fazes: tenha o potinho do amor em forma de relatos fofos que seu clientes deram. Alimentar o ego que está pra baixo, faz muito bem. haha
  • Conecte-se com outras pessoas, marque cafés, marque de conhecer lugares, pra mim isso sempre foi difícil, mas eu sempre vou. Por que me faz bem. Estar em meio a pessoas que nos identificamos é felicidade na certa.
  • Liste seus sonhos, e movimente-se em direção a eles. A gente precisa sim de pé no chão, mas acredito muito que é necessário viver um pouco nas nuvens também, nunca deixe de sonhar — e buscar realiza-los— , os sonhos nos levam além.
  • E por fim, não esqueça de alimentar a cabeça, o corpo, alma — para os que acreditam — e o coração .

Aaah e o mais importante nunca esqueça de viver o caminho e não o futuro…

Eu sinceramente espero que de alguma forma as coisas que falei aqui, ressoem em você.

Caso você coloque em prática alguma dessas dicas me fala? Vou adorar saber sobre você e seus resultados. ❤


Dessa vez a fotografia é da Giu (gratidão demais ) aah e sou eu na foto.

Related posts:

Share post:

  • /

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *